portfolio cristina benedita

performances


Deixe um comentário

Contact inside-out

As a dancer and a choreographer/teacher I came across several influences along the years. Lately, with the influence of a new metholodogy I’m implementing in laboratories (in studio and in nature) I had the need to come back to contact-improvisation. As I am one of the dance mentors of Arrabida Dance Gatherings with Pedro Paz (and other teachers/artists), I’ve been in direct contact with many diverse aspects of the body and of people (video, photograph, music, action, body-work, nutrition, nature caring, social community interaction, theatre, design and sharing). These opportunities made me re-think about presence and contact together with my own work (inner ecology dance) and I’m investing in this application of methods within different sessions (festivals, classes, creation, parties, ecstatic dance floor). So, here it is – Contact inside-out atmosphere making the urge to dive in our connections.

Check out where and when:

Jam – Pólo das Gaivotas – saturday morning/Contact-improvisation – 27 april and other dates on near future sessions in extravagance CiLx – 11h/13h – Lisbon; you can arrive earlier (I’m there from 10h) to share some move(ment)s.

Ecstatic Dance Lisboa – intro – 27 april – saturday evening 18h – https://www.facebook.com/ecstaticdancelisboa/?__tn__=kC-R&eid=ARDtvMYCLmgTjDYdRkhWJc0ZY1ohMDwReJvyZV61nyQ43YjYsubzN4qfEd7oSzgwYknspNy81fb05pBo&hc_ref=ARRhyl8jWfjRLX6XFs5bK0tiU0E3nhq3CVJSkv2NrNT923DCT2eZiY2s0LzqxsMPgCQ&__xts__%5B0%5D=68.ARBBPTcBB0NJu4e6XsmtfT0SzRkGJ9V72droQeBPJNX94dMYLXaHzMDvcHenGLrltgjsn-n9wwfYjB-r6snMyRSFx0PvGUdEOXO7y2PRM1oG0mOyISxFJARAhGB9G3KvqYW_PcWiE1uiUnuBVSIa-Se1tYzUzDH85hQNNEuHMSLqrdyqmYxReif3huMC-PEhUMILAwJXvg2ncOf5Dwj6D9cue6EB_nrycN6-myH8CIAJHJAlhN3WlP1SXi6JwOLg9-iT-xL6eEIzRyrdVq_7l57yme_OIOmeUTU3XGEcrV4dge2FWQiC3xqDRfzZTiUNJRR-

Lisbon Conscious Dance Festival – 22 July morning – confirmation to studio near Santa Apolónia station – Inside-out Contact; soon more information; general informations about this festival in other parts of the world: https://www.consciousdancefestival.com/

Vocal Movement Integration – 21st of september – equinoce of autumn – Arrabida – SerVivo – a day within the connection with the voice of your body in nature.

Inner Nature – Project to develop with invited artists along the year 2020 – laboratories and creation directed by Cristina Benedita; among peers/partnerships, with profiessional artist and non-professional as formation periods, with SerVivo as one of the artistic hosts within nature.


Deixe um comentário >

CURRICULUM

Estudos Académicos

Doutoranda em Comunicação e Artes, FCSH – UNL, 2013/2014 (1º ano) e 2017/2021 (investigação)

Mestre em Comunicação e Artes, FCSH – Universidade Nova de Lisboa – terminado Junho 2012

Universidade de Artes de Arnhem, European Dance Development Center – Faculty of Theater, Coreografia e Interpretação em Dança Contemporânea e Teatro-Dança, graduação em 1996, bolsa intercâmbio NUFFIC e apoio de Ministério da Cultura de Portugal

Escola Superior de Dança, IPL, curso Ramo Espectáculo concluído em 1990

Curso de Canto, Conservatório de Música de Lisboa, concluído em 1991, bolseira Fundação Calouste Gulbenkian Curso de Dança da Escola de Dança do Conservatório Nacional, Lisboa, graduação em 1987

Estudante no VMI Center – Vocal Movement Integration e Vocal Dance com Patricia Bardi, em Amesterdão, módulos intensivos de Outubro 2011 a Junho de 2012, apoio Gestão e Direitos dos Artistas, Intérpretes e Executantes (GDAie)

Outros Estudos

Teatro Laboratórios . Participou recentemente em laboratórios-pesquisa com Hello!earth – http://www.helloearth.cc, no espaço Transforma em Torres Vedras, com orientação de Vera Maeder (Alemanha), Jacob Langaa Sennek (Dinamarca) e Ana Paula Albé (Brasil), desenvolvendo pensamento e percepção, perspectivando a mudança do receptor/ espectador e sua participação em eventos, ou outras formas de se posicionar perante o evento ‘assistido’.

. Estágio no LUME Teatro, em Campinas – Unicamp, Brasil, com Direcção Geral de Renato Ferracini, de 1 de Fevereiro a 2 de Maio de 2013, com apoio intercâmbio pela Gestão e Direitos dos Artistas para Festival Terra LUME durante o mês de Fevereiro e acompanhamento da Companhia entre Março e Maio em Campinas. Workshops . Técnicas teatrais e Expressão dramática com João Mota e Dina Girão, 1985/1990. . Teatro na Comunidade com Hugo Cruz, Festival entreMITOS, Oeiras 2010 . ConTapete – Contadores de histórias – CCB/Fábrica das Artes, Abril 2010 . Expressão dramática e Jogos dramáticos com Antonella Gilardi – Artemanhas – Cascais 2008, 2009. . Sombras e figuras animadas com Joana Ribeiro – ESTC – Amadora 2007. . Figuras Animadas e Dragões – Teatro do Elefante, Setúbal – 2007. . Jogos e Expressão dramática com Guida Rainha – ESTC – Amadora 2007. . Dinâmicas de Grupo – Paulo Sérgio – Laboratório de Aprendizagens – Estoril – 2006.

Técnicas Teatrais com actriz Joana Fartaria – Teatro Passagem de Nível 2002. . Práticas Teatrais com actor/encenador João Grosso, Festival Teatro Almada 2001 . Teoria e Prática teatral com encenador Peter Hulton – 2001 e 1994.

Dança Laboratórios e Residências Artísticas . COMPOTA – Outubro 2013 – “Travessia”, com direcção de Paula Pinto, apresentado no Auditório Carlos Paredes, Benfica . ‘Trans-meaning’, laboratório de Cecília de Lima, Julho e Setembro de 2013, como parte integrante do doutoramento desta coreógrafa na FMH-UTL, apoio Vo’Arte, que irá dar origem a apresentação pública no festival organizado por esta estrutura, no S. Luís, em Dezembro de 2013 – In Shadow. . Residência artística, em Haia, Cloud at DansLab, com o intuito de reflectir sobre (micro)percepções, consciência e atenção sobre o corpo (auto-reflexão e presença no corpo-mente), durante duas semanas em Maio de 2013. . Em 1997 e em 2000 fez residências artísticas onde é a Quinta da Tojeira – CENTA – Vila Velha de Ródão. Workshops . Contact-improvisation, release, body-mind centering, dança contemporânea, com Ann Papoulis, Howard Sonenklar, João Fiadeiro, Ângela Guerreiro, Carolyn Carlson, Malou Airaudo, Akemi Takeya, Clara Andermatt, Laurie Booth, Donna Uchizono, Didier Sollier, K. J. Holmes, Amélia Bentes, entre 1990 e 2012 . Dança Africana, Afro-Butoh e Dança Afro-contemporânea com Jamila Rodrigues e Tebby William Ramasike, 2006, 2009, 2011 . Danças Africanas com Tony Tavares, Petchu e Marc N’Danou, 2001, 2005 . Dança Butoh e Contemporânea, Fest.Norte-Vestefália Acarte, Kumiko Kimoto, Mitsuro Sasaki, Lisboa 93

Vídeo e Novas tecnologias . Documentário – Seminário Prof.José Manuel Costa, Universidade Nova Lisboa FCSH- 2010. . Artes Digitais – Seminário Profa Patrícia Gouveia, Un. Nova Lisboa, FCSH 2009. . Luminotecnia – Seminário com Carlos Arroja, Auditório Municipal Cacém, Sintra 2003

Vídeo e Movimento, Pedro Sena Nunes e Ana Rita Barata. Semana Dança Palmela 2002 Imagem e dança, com Yakov Sharir, Gulbenkian, Lisboa, 1997

Introdução a Sonoplastia, James Fulkerson e Bram Allard, EDDC, Arnhem, 1993/94

Introdução a Luminotécnia, com Richard Kerry, EDDC, Arnhem, 1993/94

Introdução ao vídeo e à imagem com Nol Tilanus, EDDC, Arnhem, 1993/94

Música . Composição em Nova Música com James Fulkerson, 1993/1996, Arnhem, EDDC . Música e Movimento, Instituto Orff, Áustria, apoio Associação Portuguesa Ed.Musical e Instituto Port. Juventude, Verão 1991

Formação Musical professora Salomé Leal (1986/1989), Classe de Conjunto/Côro, maestro Paulo Brandão, Conservatório Lisboa (1986/1991), Piano – técnicas de teclado com Mª José Borges, Composição Musical com António Sousa Dias (1986/91), Música aplicada a educação, Professora Graziela Cintra, ESD/Lisboa (1987/90)

Música – Teorias e Práticas, Profª Helena Pimentel (Tita Lamas), Profª Helena Celestino Costa (1982(87), Estudos de piano e solfejo com professora Maria Helena Martins

Cursos e Workshops . Formação musical para músicos, festival Boom – CCB – Fábrica das Artes, Set. 2010 . Acção formação educação musical para professores, Metodologia Kodály: Literacia Musical e Repertórios Corais, com Cristina Brito da Cruz, Paulo Lourenço e László Nemes, Museu Música Portuguesa/Casa Verdades de Faria, Mt Estoril, Jun/Jul 2010. . Percussão Africana – Djembé – com professor Sané, Centro Cultural/Laveiras, 2010. . A Música dos livros com Nuno Cintrão, Jan.2010, Percussão Corporal Kekeça/Turquia, Mar.2010, Sonoplastia filmes mudos, com António Pedro, Nov.2009, Fábrica Artes/CCB. . Oficina professores AEC, Madalena Wallenstein – Artemanhas – Cascais 2008, 2010. . Canções para a Infância, com Domingos Morais, 2008, Percussão com Sheila Isnard, 2007 ESTC Amadora. . Performance e Música, com Carlos Zíngaro, C.E.M., Lisboa 2000. . Percussão com PLAP (Pedro Luís e A Parede), Encontros ACARTE – 1999. . Curso encenação música (ópera) com Professor Gottfried Wagner, Assoc.Int. Música Costa Estoril, 1999. . Workshops de improvisação orientados por Carlos Zíngaro, Gregg Moore, Jens Thomas, Carlos Bica, Richard Teitelbaum e Peter Kowald – 1996, 1998, 2000, 2001. . Curso Internacional de Música Barroca – Casa de Mateus – 1991. . Voz com Shelley Hirsch – ZDB, 2009, Voz e Performance com Margarida Mestre – Forum Dança, 2008, Voz e Poesia Visual com Ma João Serrão, Teatro Instável, 2007, Voz em Movimento, técnicas japonesas com Akemi Takeya, Festival Lugar à Dança 2004, Técnica Linklater com Francine Zerfas, C.E.M, 1999, Improvisação Vocal com a cantora argentina Silvia Barrios, Festival Novas Músicas, Ó da Guarda 1997, Voz e Movimento com Benoit Lachambre e Ellen Fisher – EDDC, Arnhem 1995/96, Técnica Linklater com Linda Segura, Hot Club de Portugal, 91.

Escrita Literária . A música das palavras,Margarida Fonseca Santos, Ass.desenvolvimento p/ criatividade, Lisboa Jul 2006. . Escrita para Audiovisuais I (Guião), Nextart 2006. . Escrita Criativa com Conceição Garcia, Nextart 2006. . Escrita para Crianças, Livraria Ler Devagar:A.Torrado,Rui Zink, Margarida F.Santos,AntoPina, Jun 2005. . Atelier escrita com Alberto Augusto Miranda, Sociedade Guilherme Cossoul -2002. . Escrita criativa e Improvisação em Dança com Lisa Kraus em 93 e 95, EDDC – Arnhem.

Espectáculos

Teatro . Festival Terra LUME, Abre-Alas, Barão Geraldo-Campinas, Performance Interactiva e Teatro de Rua (2013), coordenação de Ricardo Pucetti e A.Cristina Colla. Performances Site-Specific orientada por Dorothy Max Prior. . O medo na criação artística, Portugal e a Memória, Performance de Hugo Miguel Coelho, http:// projecto30.blogspot.com Cooperativa de Comunicação e Cultura, Torres Vedras, 2009 . Desde Dezembro de 2008, colaboradora da Fábrica das Artes/do Centro Cultural de

Belém, coordenação de Madalena Wallenstein, com ateliers e espectáculos para crianças . Em 2004, colaborou com Companhia Marimbondo e Teatro de Rua ‘Artelier? . Em 2000, dirigiu projecto Nhancauazú’ – Festival Teatríada/Sintra, 2000

. Em 1999, trabalhou como Assistente de Encenação de Royston Coppenger no Projecto Eugene OʼNeill, Teatro A Barraca . Em Setembro 1999, orientou Performance teatral para um grupo em comemorações do CENTA 10 anos/Ródão, Portugal

. Em 1997, com Américo Rodrigues e Gregg Moore, improvisação interactiva, lançamento de Instante Exacto de Américo Rodrigues . Interpretou, com Genoveva Faísca, personagens de taco a taco de Amélia Muge, orientado por João Brites/O Bando, para concerto de entrega prémio Zeca Afonso 98.

. Digressão aos E.U.A., Comunidades portuguesas, costa leste e oeste, 1991 . Projecto “Auto da Índia”, Encenação e Movimento de Águeda Sena em 1990, Teatro Trindade, Lisboa

Dança . Janeiro de 2013, Open Monday Volksroom Brussels, duo com Korana Daic – Body Memory Frontiers . Em Agosto 2012, Mary’s reunion, TanzHaus, Dusseldorf, organizado por Bertram Muller . Em Janeiro 2012 apresentou Memória do Corpo, com Consultora Coreográfica Cecília de Lima, Teatro da Garagem/Teatro Taborda, como Trabalho de Projecto para Mestrado em Comunicação e Artes, FCSH – Universidade Nova de Lisboa . Espectáculo de Martha García Cardozo Rio Guanila – Centro Cultural Malaposta – 2012 . VI Festival Internacional de solos: Lehb, Centro Cultural Malaposta, Odivelas, Lisboa 2011, co-criação com Martha García Cardozo . Em 2011 participou em B.I.D.E. (Barcelona International Dance Exchange), http://www.bide.be/index.php/, Laboratórios de dança e voz . Em 2009, 2010 e 2011 dançou com TBO Dance/Tebby Ramasike em Song of the earth, e Ode to the Moon, em Itália e em Portugal, festivais de dança e residências artísticas (www.palazzorinaldi.com; http://www.lacosapreziosa.com;) apoio parcial de Gestão e Direitos dos Artistas (para 2009) . Em 2007 e 2008, co-coreografou com Sofia Belchior, Segredo de Especiarias, e Segredos, Companhia Dançarte/ Passos e Compassos, Palmela, estrutura financiada pelo Instituto das Artes/Ministério Cultura . III Festival Internacional de Solos, Casulo, Centro Cultural Malaposta, 2008 . Dia Mundial da Mulher – Dança e Poesia, coordenado por Sofia Belchior, Setúbal 2008 . Dança (improvisação) em lançamento livro de Susan Pensak, Sociedade Guilherme Coussol, 2004 . Em 2002 criou e dançou A Mente Mente. The Mind Minds com o músico Carlos Zíngaro http://www.efi.group.shef.ac.uk/mzingaro.html, Consultor Coreográfico Paulo Henrique http://www.ph.site.vu, subsídio IPAE/Ministério da Cultura (Pluridiscuplinares – Projecto Pontual) . “Cromos”, Improvisações para a Semana da Dança, Teatro S. João de Palmela, 2002 . “De forma que” homenagem/em memória a/de Mónica Lapa, T.Maria Matos, Abril 2002 . Festival Internacional de Dança Contemporânea, Bucareste, Roménia, Apoio Min. Cultura (Portugal), KulturKontakt, European Cultural Foundation e Pro Helvetia. Dançou em Ring de Félix Ruckert, Teatro Municipal de Bucareste, 2001 . Dia Mundial da Dança – 29 de Abril de 2001- “Ocupar e transformar” – coordenação e

produção do evento – Sociedade 1o de Dezembro em Sintra . Semana da Dança de Palmela 2001 – A mente mente – work in progress . Mimap/Forum Dança 2000 – galeria Zé dos Bois, A mente mente – work in progress . Festival Lugar à Dança, dança-teatro na rua, Pela estrada fora, Lisboa 2000 . Cala a boca e não te esqueças do que vais (a) dizer!, apresentado em Vivá Rua Évora 2000, Galeria ZDB/Lisboa 1998, Jovens Criadores, Aveiro 1998 (menção honrosa), Quinzena Dança Almada 1998 . Performance interactiva com dança, homenagem Artur Bual, Perve Colectivo, Aud.Mun. Coimbra, 1998 . Coreografou e dançou em Video-clip de taco a taco de Amélia Muge (1998) . Violeta, apresentado em Mostra da Dança da Guarda 1998, Quinzena Cultural Almada em 1996, Festival Alternativa Está tanto Calor/A Torneira, Lisboa 1995, Performance Series Arnhem Festival 1995 . Depois conto-te, apresentado em solo e duo, Quinzena Cultural Almada 1997, Performance Series Arnhem Festival 1996 e 1995, Jovens Coreógrafos Setúbal, Teatro Luisa Todi, Semana Juventude Cacilhas 1996 . Territórios – Rencontres Chorégraphiques, com Cecília de Lima e Sandra Caldeira, Béthune-Lille, 1996 . Quando a cidade mudou de rosto (Performance/Instalação), com Virginia Corcoran, Arnhem 1995, 1996 . Oneself, Performances Series, EDDC Theater 1994 . Happenings, Velp e Osterbeek 1993, 1994 Como bailarina: . Projectos de Mary O’Donnell Fulkerson (17 landscapes per hour, The gnostics), Mary Overlie (dances for the prepared body), Andreja Pisnik (The house), Paola Bartolleti e Tanja Mathias (Cabaret-Voltaire), Holanda e Alemanha, Paula Massano (Solo II, Ilhas, Antero O Amante Visual), Portugal e França, Michele Noiret (project experimental ACARTE Lisboa – entre 1993 e 1999 . Improvisação e dança/performance/instalação com artista visual Winston Huisman, Haia, Holanda 1996 . One minute pieces, Eleanor Allerdings, entre 1993 e 1996, Arnhem, Holanda . Estagiária Companhia de Dança Lisboa em 91 (coordenação Cristina Dias, Vitor Garcia, Paulo Ribeiro)

Música . Participa gravação de voz para Disco de Amélia Muge e Mikales Loukouvikas – Périplus – lançado 2011 . Côro Comsonante, 2006/2010, com maestro Luiz Pedro Faro, Oeiras . Composição musical de bandas sonoras para teatro Infantil em 1999, 2001 e 2006 . Cantou com guitarrista Rodrigo Santo Anastácio, em Projecto Infusão, 2002 . Participou em concertos/workshops dirigidos por Carlos Zíngaro (Acarte/1996, CCB/ 1998) e Carlos Bica (Goethe Institute Lisboa/1998; Teatro Eunice Munoz/Oeiras 2001) . Cantou em coros para a Cantautora Portuguesa Amélia Muge, concertos taco a taco, entre 1998 e 2000 . Cantou em corais, maestros P. Brandão(1990), Francisco d’Orey(1992, 1997), Paulo Lourenço (1997) . Criação musical em Jovens Criadores 1997 – Duo Popliteu . Improvisação duo vocal com Genoveva Faísca, Carlos Santos, novas tecnologias, dança-improvisação com Amélia Bentes, Meg Stuart, Vera Mantero – Danças na Cidade 1997 (Cine-Teatro A Barraca)

Experiência pedagógica

Teatro e Técnicas Especiais Desde 1996, lecciona aulas de técnicas especiais, em Escolas Profissionais e Cursos Tecnológicos (Odemira, Setúbal, Lisboa, Almada), orienta e coordena workshops de teatro e expressão dramática e corporal em escolas (Sintra, Cascais, Amadora, Oeiras, Lisboa), fez parcerias com a Associação O mundo do espectáculo, participou em feiras de educação dirigidas pelo Teatro Zéphyro, trabalhou em formação contínua professores (Cascais, S. J. Estoril, Almada, Palmela, Pinhal Novo), Voz e Movimento; Voz do Corpo em diversas Instituições, Associações e Companhias (Solidariedade Imigrante, Operação Nariz Vermelho, Companhia Marimbondo, Companhia magia e fantasia, Teatro Passagem de Nível, Grupo de Portel, C.A.I.S. – Tocá Rufar, Curso de Teatro da Faculdade de Ciências de Lisboa, Instituto de Artes IAE, Teatro Lanterna Mágica); Voz para o curso de Teatro – Escola Profissional de Música e Artes de Almada 2001/2002; Universidade de Évora, Estudos Teatrais semestres pares 1999/2002; Escola Profissional Teatro Cascais 1998/2000; Dança Composição coreográfica e Movimento (técnicas de percepção somática) em diversos eventos e países da Europa, e ao ar livre em zonas rurais de Portugal de 1997 a 2013. Dança e movimento, entre 1996 e 2002 em locais como Pro.Dança, C.E.M., Associação O mundo do espectáculo/ Almada, Instituto de Inovação Educacional – ’InterCultura jovens’, Conservatório Regional de Almada/Sobreda Caparica, Conservatório de Tomar. Dança Vocal, Movimento, Voz – Festival Intern.Dança Almada 2011 Sala Experimental T.Mun. Almada Voz do Corpo e Movimento para Bailarinos, Companhia de Dança de Almada, 1998 Workshop Técnica Linklater e Movimento, organizado por Companhia de Dança de Almada, 1996

Música Aulas de Expressões Musicais em AECs, Escolas e Bibliotecas, entre 1990 e 2012.

Produção Cultural 2013 – Abertura de Residências artísticas em casa de campo (vila de Belver-Gavião) – freeyourartresidency -, com o objectivo de dar espaço para fazer a ligação a artistas

que desejem interagir com a natureza e a arte, em trabalhos de autoria. 2000/2013 – Auto-produção, projectos de autoria, de dança contemporânea, teatro/ performance/vídeo. 2004 – Assistente de produção, Balé Brasil (actual Associação de Dança Brasílica). 2002 -“A Mente Mente. The Mind Minds.”subsídio apoios pontuais, Min.Cultura 2001 – Produção e coordenação “Dia mundial da dança”, Sintra – Sociedade 1o Dezembro. 2000 – Produção executiva, intercâmbio C.Verde-Portugal-Brasil, subsídio Min.Cultura 1998 – Produção, da peça coreográfica “Cala a boca e não te esqueças do que vais (a) dizer!” 1996 – Voluntária em equipa de produção do festival Danças na Cidade. 1993/96 – Produção, Contra-regra e Elementos de palco, Direcção de Cena e Assistência de cena (frente casa, palco, coordenação), com Richard Kerry, EDDC, Arnhem, Holanda. 1988/90 – Produção e Elementos do Espectáculo, Formação com Nuno Carinhas, ESD; IPL

Escrita 1999 –“A boca perfumada”, Ed. Tema, departamento literário, Sociedade Guilherme

Cossoul,Lisboa, coordenação de Alberto Augusto Miranda Simpósios e Conferências

. IPN – International Performance Network – co-fundadora – com conferência na Holanda, Alemanha, Inglaterra, Dinamarca e Portugal – 1996/2001 . Ressonâncias urbanas, http://ressonanciasurbanas.blogspot.com – projecto com blogue criado com Nuno Fortes Monteiro, Matilde Parreira, Rita Barracha, Fernando Silva, Seminário Artes Digitais 09/10

. Dança na Maturidade – FMH – Universidade Técnica de Lisboa – Out 2010 . Quinzena Dança Almada – Corpos (Im)Perfeitos – Palestra sobre Memória (através) do Corpo – Set 2012


Deixe um comentário

Festival Terra LUME (Fevereiro 2013) e intercâmbio luso-brasileiro (Março/Abril)

538167_4636521628417_1471895778_n

O festival Terra LUME 2013 foi um evento no qual Cristina Benedita participou, em workshops orientados pelos elementos do Coletivo LUME Teatro, que está sediado em Barão Geraldo – Campinas, e onde aproveitou uma série de técnicas em aulas, simpôsios, encontros, conversas, espetáculos e visionamento de dvds da Companhia.

 

A leitura e algumas aulas teóricas da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) foram a cereja no topo do bolo. Houve acompanhamento de peças levada à cena, em Campinas, em São Paulo (cidade) e em Curitiba, onde assistiu a uma enorme quantidade de manifestações culturais. Com apoio parcial para esta aventura feita pela Associação ‘Gestão e Direitos dos Artistas’ (Portugal), e levado a efeito também um crowdfunding (PPL – Portugal) onde conseguiu arrecadar alguns fundos para parte do estágio que levou a cabo.

 

Com apresentações públicas (Teatro Casarão em Campinas) e demonstrações (Departamento de dança – graduação – UNICAMP), assim como tendo orientado workshops nesse departamento e a grupos de dança na cidade de São Paulo (Liga da Dança Dura), partilhou experiências de corpo, pesquisa e cultura bastante positivas.

 

A presença, a expansão, a alegria, como motes do corpo que atravessa um espaço e um outro país, levaram-na a considerar este projecto como de alto valor artístico, nestas três propostas de sensação, percepção, através do olhar, do ouvido e do tacto.

 

Considera importante a investigação profunda sobre estes estados emocionais e afectivos na sua performance pessoal.

 

Durante o mês de Maio, em Haia (Holanda), no estúdio Cloud at DansLab, em residência artística sobre estes temas, orientou um workshop – ‘Movimento da Memória do Corpo’.

Corpo como Fronteira – Aula orientada por Renato Ferracini.


Deixe um comentário

inscrição no corpo / inscription in the body

Image

Escrever tornou-se uma incorporação, uma volta que o corpo faz, uma energização que se mostra num conceito, numa acção após outra acção, numa proposta tanto de reflexão como de questionamento.

To write became an incorporation, a turn that the body does, an energization that shows itself within a concept, in an action after another action, in a proposal of a reflection as of questioning.

Image

Depois de muitas gravações de conversas, muitos apontamentos em blocos de notas, aquando de uma investigação temática para um projecto, emergem textos, sugerem-se autores, referem-se citações, livros, e descobre-se uma série de novas possibilidades de escrita.

After recording many conversations, after many writings on notebooks, when investigating a theme for a project, texts are emerging from it, authors are suggested, quotations are referred, and we discover a series of new possibilities of writing.

Image

Esta faz a ponte entre uma prática experimentada e uma forma explícita de nos referirmos a conceitos e pesquisas, ou a pensamentos criados a partir do movimento, ou que se formam porque se moveu ou se dançou. Isto também mexe com as percepções e com o intelecto, que não se afirma pela observação mas pela passagem pela prática, teorizada posteriormente e posta de novo em prática, num diálogo articulado com as várias partes do cérebro, dentro do seu próprio corpo.

This bridges the gap between practice and experienced an explicit way of referring to concepts and research, or thoughts created from the movement, or that form themselves because we danced or moved. This also moves perceptions and the intellect, not confirmed by observation but by a passage through practice, theorized and subsequently put back into practice, articulated in a dialogue with the various parts of the brain, inside your own body.
Image


Deixe um comentário

2012 – Memória do Corpo / Memory of the Body

Image

Apresentado em Teatro da Garagem/ Teatro Taborda com produção de Maria João Vicente, João Belo e Miguel Cruz em Janeiro de 2012, com protocolo com a Universidade Nova de Lisboa/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Presented in Teatro da Garagem / Teatro Taborda with production of Maria João Vicente, João Belo e Miguel Cruz in January 2012, with a protocol with the University Nova of Lisbon/Faculty of Social and Humans Sciences.

Image

Image

A criação do espectáculo “Memória do Corpo”, em co-composição com os seus intérpretes, com formações no teatro, na dança, na música e nas artes digitais, foi apresentado este ano em Lisboa, como forma de culminar a pesquisa feita durante dois meses sobre este tema da memória, e em especial como ela se processa no corpo, ou como se pode desenvolver ou revelar.

The creation of the performance “Memória do Corpo”, in a co-composition with their interpreters, with background in theatre, in dance, in music and in digital arts, and was showed this year in Lisbon, as a form of getting into a goal with the research done during two months about this theme of memory, in special as it it processed in the body, or how it can be developed or revealed.

Image

Teve colaboradores como Guida Costa (trombonista), Ana Mota Ferreira (actriz-bailarina), Miguel Ferreira Vidal (actor), José Sena (actor), Rita e Inês Barracha (artistas plásticas/artes digitais), Carlos ‘Zíngaro’ (violinista/compositor musical), Rui Lameira (apoio técnico e edição de som), e Cecília de Lima (consultora coreográfica). A voz foi processada musicalmente com uma ‘loopstation’ e transformada por isso no momento presente da acção teatral. Os textos em que nos inspirámos foram “A última gravação de Krapp” de Samuel Beckett, e “As cadeiras” de Eugéne Ionesco.

Had collaborators as Guida Costa (trombonist), Ana Mota Ferreira (actress-dancer), Miguel Ferreira Vidal (actor), José Sena (actor), Rita and Inês Barracha (visual artists/digital arts), Carlos ‘Zíngaro’ (violinist/musical composer), Rui Lameira (technical support and sound edition), and Cecília de Lima (choreographic consultor). The voice was processed musically with a loopstation and transformed by it in the present moment of the theatrical action. The texts in which we inspired ourselves were “The last tape from Krapp” from Samuel Beckett, and “The chairs” from Eugène Ionesco.

Image

Image

A criação foi assumida como um trabalho de experiências, não diria experimental mas experiencial. Citando da p. 59 da sua dissertação de Mestrado: “no presente trabalho de projecto, não nos revemos nesta ideia de composição final acabada; não exerci pressão para finalizar a composição, para que, ao envolvermo-nos com o exercício de mestrado como espectáculo, ficássemos ‘aliviados’, deixando espaço para descobrir o tema da memória do corpo, incluindo a percepção e a presença em cena”.

The creation was assumed as a work of experiences, not experimental but experiencial. Quoting form page 59 of her Master’s dissertation: “in the actual project work, we don’t see ourselves in this idea of final and finished composition; I din’t pushed anybody to finished the composition, and in that way, while involving us with the practical exercise for the Master degree, as the performance was, we became ‘relieved’ , living space for discover the theme of the memory of the body, including the awareness and the presence on stage”.

Image

Image

Portanto, a pesquisa e reflexão que os co-criadores foram fazendo, e que a Cristina, como génese e líder deste processo, explana no seu texto, são mais importantes do que o espectáculo.

So, the research and reflection that the co-creators were doing, and that Cristina, as the genesis and as the leader of this process, explains in her text, are more important that the performance itself.

 Image
Image

Depois de assistir ao espectáculo Memória do Corpo, no Teatro da Garagem/Teatro Taborda, em Lisboa, em Janeiro de 2012, o seu Professor orientador, Paulo Filipe Monteiro, escreveu: “Vim para casa com a boa sensação de ter visto um espectáculo não apenas limpo como muito generoso. A Cristina tem muita coisa para dar e dá. Como eu escrevi nas minhas notas nessa noite, o espectáculo tem muita coisa sem nunca ser pretensioso, o que é raro. Tem-se a sensação de uma dádiva, e isso é muito bom.”

After watching the performance Memória do Corpo (Memory of the Body), in Teatro da Garagem/Teatro Taborda, in Lisbon, in January 2012, her Faculty Professor, Paulo Filipe Monteiro, wrote: “I came home with the good feeling of having seen a performance not just clean but very generous. Cristina has a lot to give and she gives. As I wrote on my notes that evening, the performance has many things without being pretentious, what is rare. One has the sensation of a gift, and that is very good.”

Image

E continua, reforçando: “Através do seu texto podemos ver como o processo foi rico, e como o projecto é muito claro e perseguido com determinação. “Não terá o corpo uma pulsão que pode expulsar dele, de forma espontânea, apenas pelo movimento?” (p. 36). “Não sendo um trabalho mental, nem tendo associações do género, as sensações corporais são a fonte para esta memória se revelar” (p. 9) mas também só se revelam, ou se revelam mais, ou há outras que se revelam, através da composição de movimentos e gestos (p. 13). Ou seja, “tentámos desencadear um discurso do corpo que revelasse outros tipos de informação, mais delicados ou ocultados na memória do corpo, e se transformasse em algo mais inteligível” (p. 14).”

And he goes on, reinforcing: “Through her text we can see how the process was rich, and how the process is very clear and pursued with determination: “Isn’t there a pulsion that the body can expel from itself, spontaneously, just by the movement?” (page 36). “Not being a mental work, or not having associations with gender, the body sensations are the source for this memory reveal itself” (page 9) but only reveal themselves, or reveal more, or are there others that are revealed, through composition of movements and gestures (page 13). That is, “we tried to initiate a discourse of the body to reveal other types of information, more delicate or hidden in memory of the body, and turning into something more intelligible” (page 14).